Germânia: o mais antigo clube

.

190 anos. A Sociedade Germânia, fundada antes mesmo da independência, em 1821, por um grupo de alemães que se estabelecera no Rio de Janeiro, é o mais antigo clube da cidade e provavelmente do país.

 O impulso era compreensível. Os alemães, desde o século XVIII, estavam acostumados a se reunir em associações recreativas, enquanto no Brasil das primeiras décadas do XIX ainda era comum a diversão em casa, em família. A agremiação, assim, dava conta do desejo de um grupo de estrangeiros, estabelecendo laços de identidade e oportunidades de sociabilidade.

.

Atual sede do Germânia. Fonte: sítio do clube (http://www.sociedadegermania.com.br/)

.

Sua sede atual localiza-se no bairro da Gávea, numa antiga residência de Epitácio Pessoa Filho, mas foi longa sua trajetória pela cidade, expressão das diversas mudanças pelas quais passou e de distintos momentos de nossa história.

Um passeio pelas sedes do clube é possível graças ao incrível trabalho de Roberto Tumminelli no fotolog Carioca da Gema.

.

Rua dos Ourives, entre a Rua da Alfandega e Rua do Hospício. Foto de Augusto Malta

.

O clube foi fundado em um restaurante localizado na antiga Rua dos Ourives (atual Miguel Couto). No decorrer do século XIX, as sedes foram instaladas na Rua Fresca (1841), na Rua da Alfândega (1891), até chegar em 1920 à Praia do Flamengo.

Fiquei com a impressão de que a imagem abaixo seria da Rua da Alfândega, mas Tumminelli informa que se trata da primeira sede localizada na Praia do Flamengo.

.

.

O clube cada vez mais iria se afirmar como um espaço de um estrato das elites cariocas. Vejamos a beleza da segunda sede do clube na Praia do Flamengo, na época um dos lugares mais fashions da cidade.

.

.

Essa sede entrou para a história por ter sido invadida por estudantes, em 1942, em função dos conflitos ocasionados pela 2ª Grande Guerra. Criada há menos de 5 anos, a União Nacional dos Estudantes desencadeou uma campanha contra o fascismo e exigia que o governo confiscasse os bens de alemães. Nesse contexto, ocupou o prédio onde viveu seus grandes momentos, até ser destruído em 1964.

.

À esquerda, sede do Germânia ocupada pelos estudantes/1943. À direita, sede da Une incendiada em 1964. Disponível em http://fotolog.terra.com.br/carioca_da_gema_2:195 e http://www.rioquepassou.com.br/2005/04/01/incendio-do-predio-da-une-1964/

.

Com a perda da sede da Praia do Flamengo, depois de mais de 10 anos, o clube transfere-se, em 1953, para terrenos na Rua Real Grandeza (onde hoje se localiza o prédio de Furnas), em Botafogo, e muda de nome: Beira Mar.

ATENÇÃO: RECEBI A MENSAGEM ABAIXO, DE AUTORIA DE CARLOS VAN DEN BOSCH, A QUEM AGRADEÇO PELA GENEROSA INFORMAÇÃO

“O Clube Beira Mar já existia há anos no casarão onde hj está Furnas, o Germânia, que estava sem sede social desde a invasão dos estudantes, migrou para o Beira Mar quando recebeu a indenização pela invasão. Pelo menos é o que meus pais me diziam, eles eram sócios do Beira Mar”

 .

Sede do Beira Mar. Disponível em http://fotolog.terra.com.br/carioca_da_gema_2:198

.

Por lá o Germânia ficou até a transferência para a atual sede. Enquanto isso, o antigo prédio da UNE foi definitivamente destruído na década de 1980, dando lugar a um estacionamento. Só recentemente o governo federal devolveu o terreno para a entidade, comprometendo-se a construir um novo prédio, ainda uma promessa.

.

.

 ——–xxxxxxxx——–

.

No próximo post – Os Estádios do Rio

.

Anúncios

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: